*BOLSA DE PRODUTIVIDADE EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E EXTENSÃO INOVADORA 2011-2014

PROCESSO CNPq 310508/2010-0

Título: Catálogo de Estilos de Símbolos Padrão em SLD (styled layer descriptor profile) para Geração de Mapas Dinâmicos por meio de Web Map Service (OGC-WMS)

 

Pesquisadores:

*Rafael Medeiros Sperb, Dr.Rudimar Luís Scaranto Dazzi, Dr. & Lennon Romano Bisolo, MSc.

 

Resumo Proposta: 

A presente proposta de projeto de bolsa de Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora, período 2011-2014, está inserida no planejamento de longo prazo de pesquisa do proponente, e em especial, de P&D do Laboratório de Computação Aplicada na área de geoinformação. Neste projeto pretende-se atender a demanda imposta pelo crescente emprego de geotecnologias baseadas em Web, com ênfase a recente política nacional que rege o estabelecimento da Infra-estrutura Nacional de Dados Espaciais – INDE (Decreto Nº 6.666 de 27/11/2008), e a necessidade de ferramentas que permitam, por um lado, a criação de padrões de estilos de símbolos para cartografia digital, e por outro sua disponibilização/compartilhamento para provedores de serviços de mapas dinâmicos. Para alcançar este objetivo, serão realizados levantamentos associados à cartografia sistemática, temática e a semiologia gráfica; padrões OGC de web services, com destaque aos esforços de padronização do SLD (styled layer descriptor profile) e de estilos de simbologia; e das ferramentas para criação e compartilhamento de perfis de simbologia. Como resultado será implementado um sistema para catalogamento e compartilhamento de perfis de simbologia para uso em serviços de mapas dinâmicos baseados na Internet.

 

RESULTADOS:

1. ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE UM SERVIÇO WEB PARA O COMPARTILHAMENTO DE SÍMBOLOS BASEADO NO PADRÃO OPENGIS SYMBOLOGY ENCODING

Dissertação desenvolvida no âmbito do Projeto

Programa de Mestrado Acadêmico em Computação Aplicada/UNIVALI

Resumo: 

Uma organização internacional denominada Open Geospatial Consortium – OGC – tomou frente a um esforço para criar um conjunto de padrões para facilitar a interoperabilidade de dados geoespaciais. Esses dados são frequentemente utilizados por Sistemas de Informações Geográficas – SIG – e providos por Servidores de Mapas. Um mapa digital é composto de duas informações: dados e símbolos. Atualmente não existe uma forma para compartilhar os símbolos dinamicamente, o que tem potencializado suas criações de forma redundante, provocando, muitas vezes, inconsistência na retratação da informação. Para suprir esta deficiência, este trabalho criou uma especificação técnica para o desenvolvimento de serviços web, possibilitando o compartilhamento destes símbolos, que são escritos no padrão OpenGIS Symbology Enconding Standard – SE. Para tanto, este trabalho foi dividido em cinco objetivos específicos: (i) avaliação do estado da arte por meio de um Mapeamento Sistemático; (ii) criação da especificação técnica de acordo com os padrões do OGC, visando o compartilhamento de simbologias de mapas baseadas no padrão OpenGIS Symbology Encoding Standard; (iii) avaliação do impacto e proposta de possíveis alterações às especificações do WMS e SLD, devido a necessidades provenientes da especificação técnica criada; (iv) avaliação da especificação por meio de cenários que atendam as hipóteses de pesquisa; e (vi) encaminhamento da especificação criada ao OGC. Para atingir os resultados esperados, foi utilizado como método científico o hipotético-dedutivo através de uma pesquisa exploratória e aplicada, que guiaram a criação da especificação técnica para o desenvolvimento de um serviço WSS – Web Symbology Service, que comprovou a possibilidade de compartilhar símbolos de forma dinâmica entre diferentes plataformas, verificando positivamente a hipótese de pesquisa. 

 

2. OPENGIS® WEB SYMBOLOGY SERVICE (WSS) IMPLEMENTATION PROPOSED SPECIFICATION

Este documento apresenta a especificação do WSS no formato de documentação do Open Geospatial Consortium. A escolha por esta forma de apresentação se deve a potencial submissão da especificação ao OGC. Procedimento que poderá sucitar um movimento em direção à continuidade do desenvolvimento conceitual e eventual adoção como padrão.

 

3. IMPLEMENTAÇÃO PARA TESTE DE CONCEITO (PILOTO)

Para testar a  especificação proposta para o WSS, foi realizado um teste de conceito (piloto) cujo o propósito foi validar funcionalmente o Web Service.Para este fim, adotou-se o GeoServer como servidor de mapas dinâmicos (OGC compliant) e o SIG OpenJump, como cliente. A escolha destes programas se deu em função de duas condições que facilitaram o teste. Primeiramente, a existência de uma estrutura de dados geoespaciais no laboratório, com farto material cartográfico (digital) para teste. Este material encontra-se sistematizado numa infraestrutura de dados local, baseado no Geoserver e no GeoNetwork. Segundo, pelo fato de ambos serem desenvolvidos em Java. Linguagem de domínio da equipe do laboratório. Assim, foram desenvolvidos dois plug-ins para o WSS: um para o servidor, e outro para o cliente. A instalação de ambos é bastante simples, conforme apresentado abaixo. Há tembém um guia de instalação disponibilizado juntamente com o kit para teste. Também é necessário instalar o OpenJump para realização do teste.

Kit para teste inclui:

  • GeoServer (Plug in WSS)
  • OpenJump (Plug in WSS)
  • Shapefiles (Acesso_costa_CARTA_SAO.shp e ISL_CARTA_SAO.shp)
  • SLD (simbologia associada aos shapefiles fornecidos)

O teste pode ser realizado de duas maneiras:

(1) Consulta ao WSS do laboratório: nesta opção  você deve copiar o arquivo "OpenJUMP-WSS.jar" para a pasta "lib/ext/" no diretório do OpenJUMP. Após iniciar o OpenJump, carregue os arquivos shapefiles. A seguir clique com o botão direito do mouse sobre uma das camadas (aconselha-se começar com a camada Acesso_costa_CARTA_SAO). Acesse o menu T:Style. Nele é há o botão do WSS da camada. Na janela de configuração do serviço, entre com url do nosso servidor WSS: http://geodatapcspa.acad.univali.br/geoserver/ows? O botão conectar realizará a consulta ao servidor, retornando a  lista de símbolos disponíveis. Escolha aquela apropriada ao shapefile selecionado anteriormente (possui o mesmo nome), seguido de ok. Isto carregará o símbolo no OpenJump.

Repita a operação acima descrita para o tema ISL_CARTA_SAO. O procedimento é um pouco diferente, pois possui uma etapa a mais na qual se realiza a escoilha do tipo de simbolo: selecione cor temática, com símbolo ISL. Pronto, ambos os símbolos foram carregados. Esses procedimentos encontra-se apresentados no vídeo abaixo. 

 

(2)  Consulta ao WSS instalado em outro servidor: Este teste inclui a instalação do plug-in e a configuração dos estilos (SLD) dos shapefiles fornecidos num servidor (GeoServer) qualquer. Para instalação do plug-in basta copiar o arquivo "GeoServer-WSS-0.0.1.jar" para a pasta "lib/", no diretório de instalação do GeoServer, e reiniciá-lo. Esse procedimento não causará nenhuma alteração no seu servidor.

Para a instalação do SLD, entre como administrador no Geoserver. No menu Data encontra-se disponível o o item "Styles". Ao acessá-lo aparecerá a lista de SLDs disponíveis. No topo da janela há a opção "Add a new style". Na janela aberta, dê nome ao estilo a ser criado. Você pode colar o SLD fornecido (xml) e salve sem associá-lo à um Workspace. Pronto, você pode relizar o acesso via cliente (OpenJump) ao seu serviço WSS conforme o procedimento (1). 

 

4. ARTIGO: TECHNICAL SPECIFICATION OF WEB SYMBOLOGY SERVICE (MINUTA):

O artigo relacionado ao trabalho de pesquisa encontra-se em elaboração, devendo ser submetido até meados de 2014.